Abrir empresa na Controles Contábeis e é simples e online!

Quer saber quanto custa abrir uma empresa?                                            Nós te ajudamos, sem cobrar nada por isso! 

Somos especialistas em abrir micro e pequenas empresas de serviço por todo o Brasil. 

Preencha suas informações e saiba mais.

Precisamos conhecer sua futura empresa











Já falamos do nosso atendimento?

Você fala com a gente como preferir. Adoramos responder as suas dúvidas.

 

Chat

E-mail

Telefone

 

Quer abrir empresa? Tire suas dúvidas e consulte valores.

Dúvidas sobre abertura de empresas

Quanto custa abrir uma empresa?

Os custos para abertura de uma empresa variam conforme a cidade e a atividade que será desenvolvida por ela. Pode variar de R$ 200 a R$ 1.200. A Controles Contábeis auxilia você a tomar as melhores decisões no processo de abertura da sua empresa.

Quanto tempo demora para abrir uma empresa?

Hoje, o processo dura em média de 7 a 45 dias úteis. A abertura de uma empresa no Brasil passa por algumas etapas e distintos órgãos públicos. Todo o processo é realizado pela Controles Contábeis, por um valor de honorários contábeis justo, e com a garantia de eficiência e rapidez.

Quais documentos pessoais eu preciso para abrir minha empresa?

Para cada sócio:

  • RG e CPF autenticados (Carteira Nacional de Habilitação é documento válido)
  • Comprovante de endereço
  • Se casado(a), certidão de casamento

Eu não tenho endereço, posso registrar minha empresa em endereço residencial?

Isso não é padronizado no Brasil. A maior parte das prefeituras permitem o registro de empresas prestadoras de serviços sem funcionários e sem atendimento ao público em endereço residenciais.

Minha empresa pode ser registrada no regime Simples Nacional?

Atualmente, quase todas as empresas com faturamento de até R$ 3,6 milhões anuais podem optar pelo Simples. Empresas de serviço que antes não podiam optar pelo Simples (consultórios médicos, escritórios de advocacia, corretores, escritórios de engenharia), a partir de 2015 estão autorizadas a optar.

Além disso os seguintes casos são mais comuns de veto são:

  • Empresas que sejam sócias de outra empresas
  • Empresas cujo sócio participe de outras empresas Simples e que o somatório do faturamento delas seja maior que R$ 3.600.000,00. Ex: Empresário A é sócio da empresa B e C. As duas empresas no Simples. A soma do faturamento de B e C não pode ser superior a R$ 3.600.000,00
  • Empresas cujo sócio participe de outras empresas com mais de 10% do capital de outra empresa não beneficiada pelo Simples Nacional, desde que a receita bruta global ultrapasse o limite de R$ 3.600.000,00 (três milhões e seiscentos mil reais). Ex: Empresário A é sócio da empresa B e C. A empresa B é Simples. A empresa C é lucro presumido e fatura R$ 4.000.000,00 / ano. Neste caso o empresário A somente pode ter menos de 10% da empresa C
  • Empresas com débitos tributários federais, estaduais, municipais ou dívidas com a Previdência